"Uma coisa tenha custe o que custar: PALAVRA; outra coisa não tenha nunca: UM PREÇO (Dona Isaura)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Itajaí 2010

Fé em família: Obreiros Paulo (pai) e Paula (filha)



"Simão Pedro e outro discípulo seguiam a Jesus. Sendo este outro discípulo conhecido do sumo sacerdote, entrou para o pátio deste com Jesus. Pedro porem ficou de fora, junto a porta. Saindo, pois, o outro discípulo, que era conhecido do sumo sacerdote, falou com a encarregada da porta e levou a Pedro para dentro. Então, a criada, encarregada da porta, perguntou a Pedro: Não és tu também um dos discípulo deste homem? Não sou, respondeu ele.Ora, os servos e os guardas estavam ali, tendo acendido um braseiro, por causa do frio, e aguentavam-se. Pedro estava no meio deles, aguentando-se também."  João 18:15:18

O texto acima nos chama atenção em um primeiro momento, o fato de Pedro ter negado a Jesus, entretanto, se analisarmos profundamente, podemos observar dois tipos de comportamento cristão: o de Pedro e do outro discípulo.


Fé em família: Obreiros Paulo (esposo) e Susana (esposa)

O outro discípulo era conhecido do sumo sacerdote, ou seja, tinha prestígio com as lideranças políticas da época, tanto que, entrou com Jesus, sem ser incomodado pelos guardas e voltou para colocar Pedro para dentro, falando diretamente com a encarregada que reconheceu a Pedro como um dos que estavam com Jesus.


O comportamento do outro discípulo era "light" ou seja, ele seguia a Jesus de "maneira social", sem comprometimento direto com a causa do evangelho, haja visto, que nem mesmo a encarregada do sacerdote o questionava pelo fato de seguir ao mesmo Deus de Pedro.


O comportamento de Pedro era "radical", mesmo tendo negado a Jesus naquele momento, com medo de ser morto.Era inegável o seu comprometimento com a causa do evangelho. Pedro seguia a Jesus de maneira direta, ciente que este comportamento desagradava a muitos. 

Hoje em dia, não é diferente, o comportamento de muitos cristãos, é de acordo com a situação.
As vezes com receio de desagradar um familiar, um amigo ou até mesmo um colega de trabalho ou de faculdade, elas agem como o "outro discípulo", talvez com receio de ser mal interpretada pela liderança ou pela sociedade acaba assumindo uma postura "light".


Perdem com isso uma excelente oportunidade de anunciar o evangelho de Cristo de maneira genuína.


O nosso Senhor Jesus nos deixou o Espírito Santo para que em situações, semelhantes a que viveu Pedro, tenhamos força e coragem para assumirmos a nossa fé nele.  

Nenhum comentário: