"Uma coisa tenha custe o que custar: PALAVRA; outra coisa não tenha nunca: UM PREÇO (Dona Isaura)

sábado, 4 de dezembro de 2010

Santa Catarina 2010

ApresentaçãoSecretária Geral Fabiana Funchal

Formação da Mesa:

Vereador Chico Lopes de Joaçaba, Presidente Paulo Henrique de Itajaí, Vice-Presidente e Coordenador bispo Jerônimo Alves de Florianópolis, Vereador Ademir Rover de São João Batista e a Líder na ALESC.

10 Membros dos 12 da Executiva Estadual Presentes:

Vereador Chico Lopes/Joaçaba, Paulo Henrique/Itajaí, Jerônimo Alves/Florianópolis, Vereador Ademir Rover/São João Batista, deputada Odete de Jesus/Florianópolis, João Batista/Tubarão, Walter Salvador/Blumenau, Karina Oliveira/Tubarão, Rosângela Alves/Florianópolis, Fabiana Funchal/São José e André Fernandes/São José. Registra-se a ausência do Vereador de Otacílio Costa e candidato a suplente de senador em 2010 Edson Pasold/Otacílio Costa, bem como a do Presidente Municipal de São José Marcio Souza.

Pronunciamentos:

Presidente

Em junho de 2009 viemos do RJ para SC,  com a árdua missão de projetar o PRB-SC no "Projeto de Nação do PRB" idealizado pela Executiva Nacional. Infelizmente em SC, o PRB literalmente não existia. Montamos nova executiva e trabalhamos o projeto de nação, que seria a eleição do deputado federal. Assim como todos os diretórios estaduais do Brasil, buscamos a mais viável coligação, que possibilitasse a eleição do deputado federal: o PT como cabeça de chapa foi a opção. O PRB teve participação fundamental na formação do Conselho político da coligação, sendo reconhecido com a vice-presidência do mesmo. 


Nos cálculos precisaríamos de 65 a 70 mil votos. As urnas nos mostraram uma realidade diferente, uma realidade regionalizada. Fizemos 35.556 votos. Poderíamos enumerar diversos fatores como "justificativa", entretanto, encaremos a dura realidade com a maturidade política e aprendizado. No plano nacional saímos de 1 deputado federal eleito em 2006 pelo PRB-RJ, para 9 deputados federais  e vários outros como 1º, 2º e 3º suplente em todo o Brasil. Um crescimento de 900%. É esta realidade que queremos colocar em prática em SC em 2012.
Vereador Chico Lopes:

As bases não foram consultadas sobre a coligação com o PT, o que nos ocasionou a perda da cadeira na ALESC. É necessário, daqui para frente: Investir na juventude, trazer lideranças expressivas e participação das bases nas coligações.

Vereador Ademir Rover:

Cumpriu seu papel em sua região com o candidato a federal sendo o 4º mais votado. É um soldado. Já está trabalhando sua reeleição para 2012.

Bispo Jerônimo Alves:

Agradecimentos aos 35.556 eleitores que acreditaram na inserção de SC no projeto de nação do PRB. Ressaltou que a vida nos ensina suas virtudes em muitos casos na adversidade, uma delas é a humildade. O homem amadurece quando reconhece seus erros. Perdemos para ganhar, isto porque, o PRB criou uma identidade positiva nas eleições. Anunciou a conversa preliminar que teve com dois suplentes de deputados para o PRB em 2011, um com + de 50 mil votos e outro com + de 40 mil votos. Fruto do resultado do partido em 2010. Este fato se concretizando teremos 2 fortes candidatos a deputado estadual em 2014.

Blumenau:
Lamenta a perda da cadeira na ALESC. Maior participação dos diretórios nas composições. Que o nome dos candidatos tenham preferência na indicações dos cargos.

Camboriú: Criar um fomento popular para identificar o partido. Está trabalhando para 2012. Organizar os partidos nos municípios.


Criciuma: Dever cumprido na região. Lideranças locais trabalharam forte. Olhar para frente a não dar ouvido a "vozes negativas". Ilustrou sua fala com o conto do menino que salvou o outro no gelo. Lembrou o fato de ter sido o primeiro presidente estadual e o primeiro legislador do PRB em SC.

Içara:Integração com a estadual nos eventos regionais, com apoios institucionais e de veículos de comunicações.

Araranguá: 
Maior integração da executiva estadual com as municipais. Criação das Micro-Regiões do PRB. Que os encontros sejam nas regiões e não em Florianópolis. Apoio das lideranças estaduais aos municípios em 2012.



Imbituba:Criação de Cursos  e seminários de capacitação aos pré-candidatos. A eleição se ganha com o pé no chão, de casa em casa, das 07:00h as 23:00h. É uma briga contra gigantes, e a capacitação será o diferencial. É oriundo do DEM e lá eles eram treinados para competir e ganhar. A cidade terá candidato a vereador com reais possibilidades de vencer.

Os demais participantes do encontro não se pronunciaram.


Observações pessoais:


Penso que o trabalho desenvolvido pelo PRB em 2010 teve como objetivo a inserção no "Projeto de Nação" tanto falado em 2009 e 2010. É comum em uma campanha política os conflitos próprios desta atividade, ou seja, há momentos em que a emoção extrapola a razão, em muitos casos, episódios por demais complexos e repletos de emaranhados, vestidos de vaidades pessoais, tentam mudar o curso do objetvo. Neste caso entra a maturidade politica que o PRB-SC está tendo.

Em pouco mais de uma ano, trouxemos uma identidade para o PRB. Todos nós juntos, fizemos fazer existir uma sede estadual, um legado virtuoso de credibilidade e transparência. Trouxemos novas lideranças, incorporamos outros segmentos através de sindicalistas, representantes de diversas entidades e agremiações.

O Projeto de nação continua em 2014, certamente, saímos um pouco mais experiente desta eleição. Entendemos que a eleição de 2014 passa pela de 2012, e vamos respeitar e compactuar com as particularidades regionais do estado. A maioria dos republicanos presentes, tendenciaram para uma composição com o DEM ou o PP, entretanto, não podemos esquecer que temos a 3ª suplência para federal e a 1ª suplência para estadual com o PT. Considero que os acordos pré-estabelecidos pelas municipais, devam ser encaminhados para a executiva estadual. O encaminhamento a nacional será feito com estas observações.





Nenhum comentário: